Um clássico da literatura americana que inspirou muitos autores que você gosta

Se você nunca leu O Apanhador No Campo de Centeio de J. D. Salinger, com certeza já deve ter ouvido alguma coisa a seu respeito ou pelo menos não achou o título tão estranho assim. Esse livro é leitura obrigatória nas escolas americanas do mesmo modo que Dom Casmurro é na nossa. A jornada de Holden Caulfield na época de natal inspirou muitos autores contemporâneos de sucesso como John Green e eu posso ver isso na narrativa despretensiosa e pessoal de Salinger.

Na história somos introduzidos a um jovem revoltado, Holden, que acabou de ser expulso de mais um internato e como ele aditou seu retorno para casa numa jornada em que vamos conhecendo mais de seu passado e seu ódio pelas regras dos adultos. 

Primeiramente eu tenho que elogiar Salinger pela narrativa e construção de um personagem que todos nós podemos nos identificar num momento da vida. No começo eu achei Holden revoltado e chato demais, mas logo você começa a entender todo esse rancor que ele sente pelo mundo, porque toda essa revolta juvenil é algo que marca a adolescência de muitos. Podemos até não entender tão bem o mundo quanto achamos, mas esse sentimento de revolta é o nosso primeiro contato de verdade com o mundo dos adultos e o autor colocou isso de uma maneira incrível. Eu consigo entender perfeitamente porque esse livro marcou uma geração de jovens e influenciou tantos autores.

No final, O Apanhador No Campo de Centeio é um daqueles clássicos que não vai envelhecer, porque ele continua lidando com dilemas ainda muito presentes na sociedade e que parecem que nunca vão sumir. Ele marca perfeitamente um momento da vida de muitos e eu acho que todos deviam ler essa história uma vez na vida.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Resenha: O Apanhador No Campo de Centeio, J. D. Salinger
84%Pontuação geral
Capa 70%
Narrativa 90%
Enredo 85%
Personagens 90%
Votação do leitor 0 Votos
0%

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos