Autora: Erin Morgestern,
Editora : Intrínseca
Gênero: Ficção
Páginas: 368
Resenha por: Guilherme Cepeda

 
 
 
 
 
 
Sob suas tendas listradas de preto e branco uma experiência única está prestes a ser revelada: um banquete para os sentidos, um lugar no qual é possível se perder em um Labirinto de Nuvens, vagar por um exuberante Jardim de Gelo, assistir maravilhado a uma contorcionista tatuada se dobrar até caber em uma pequena caixa de vidro ou deixar-se envolver pelos deliciosos aromas de caramelo e canela que pairam no ar. Por trás de todos os truques e encantos, porém, uma feroz competição está em andamento: um duelo entre dois jovens mágicos, Celia e Marco, treinados desde a infância. 
*Não leiam a sinopse liberada pela editora, pois eu li a  mesma e me arrependi profundamente. Além de ser um pouco confusa e passar uma ideia errada sobre o livro, fui "presenteado" com dois spoilers nada agradáveis, mas essa ai de cima pode ler sem medo.

O circo chega sem aviso. 
Nenhum anúncio o precede, nenhum cartaz em postes ou outdoor, nenhuma menção ou propaganda nos jornais locais. Simplesmente está lá, quando ontem não estava. 

Dentro das tendas listradas em preto e branco, ocorrem experiências únicas. Visões de tirar o fôlego que só o Le Cirque des Rêves pode proporcionar. 

Nos bastidores do circo, aflora uma competição entro dois jovens mágicos, que foram treinados desde pequenos para o grande momento do chamado “duelo” que pode decidir as suas vidas. 

O circo em questão é apenas o palco para a batalha que leva o leitor aos limites da imaginação e a acreditar que a magia realmente existe. O único problema desse livro é o romance entre os dois, que acaba por surgir de uma hora pra outra e foi pouco desenvolvida, a autora nos passa a ideia de que é um amor à primeira vista, com uma química tão intensa que quando eles se tocam luzes piscam e o clima do ambiente esquenta (se é que me entendem). O romance seria o foco principal da história, mas acaba por ser mal explicado e deixa o leitor na dúvida entre acreditar ou não no que está lendo ali, ficando na ponte entre a magia e a realidade. 

O leitor é levado a um passeio pelas tendas e conhece os personagens secundários da mesma forma que é apresentado a Celia e Marco , isso deve-se a habilidade descritiva da Erin e também pelo fato de a narrativa do livro ser um pouco lenta, mas nada que interfira no livro com um todo, agradando assim apenas um grupo seleto de leitores que procuram uma leitura detalhada e não um YA rápido onde as coisas passam voando sem você ao menos perceber. 

Os portões de ferro estremecem e se destrancam, como que por vontade própria. Abrem-se para fora, convidando a multidão a adentrar. 
Agora o circo está aberto. 
Agora você pode entrar. 
(Página 9) 

O livro é dividido em 5 partes, saltando constantemente entre diferentes períodos da historia, desde a época em que o circo era apenas uma ideia na cabeça de seus criadores até o momento de que ele se tornou uma “entidade com vida própria”. Acredito que a autora usou esse tipo de abordagem para prender a atenção do leitor, pois ela exige muita atenção do mesmo, e em um momento de descuido você pode acabar se perdendo na narrativa. 

Apesar desse deslize em relação ao romance repentino entre os “protagonistas”, eu considero “O Circo da noite” um livro mágico, pelo talento da autora em construir um “labirinto” cuidadosamente elaborado com as histórias paralelas e ações que ocorrem em cantos do circo. As cenas criadas pela autora proporcionam momentos desde “água com açúcar” até situações de agonia que você não sabe o que vai acontecer a seguir. 

Em seu romance de estreia Erin Morgenstern cometeu alguns deslizes, mas a ideia como um todo de “O circo da noite” é muito forte, com tendências que fazem o leitor acreditar no inacreditável, chega uma hora que você se sente totalmente envolvido com a história e começa a questionar: E se a magia realmente existisse? 

A mágica vai começar… 

Os direitos de adptação cinematográficas da obra foram adquiridos pela Summit Enternainment, estúdio que produziu os filmes da Saga Crepúsculo. Confira o Book trailer do livro aqui

– Outras Capas:
 

 

Deixe sua opinião aqui :)