O universo se expande e os perigos estão por toda parte

Depois da grande reviravolta em O Falso Príncipe, está na hora de voltarmos a Trilogia do Reino com O Rei Fugitivo. O livro que continua a jornada de Sage, ou melhor dizendo, o príncipe Jaron e sua batalha para proteger tanto seu reino quanto as pessoas que se importa. Dessa vez ele terá que fazer uma viagem a um lugar que poucos voltam vivos.

Eu tenho que dizer que gosto muito do trabalho da americana Jennifer A. Nielsen. Ela realmente sabe como contar uma história. Não é difícil imagina-la numa escola contando aventuras para uma turma do fundamental, porque é isso que ela faz de melhor. Tudo que gostamos no primeiro livro está ali. A narrativa afiada do protagonista agora é acompanhada de uma jornada que cruza o reino dos piratas.

Nosso príncipe continua sendo o garoto de antes, que quer mais do que tudo poder se provar e fazer o melhor para seu reino, mesmo que signifique passar pelas piores coisas. Jaron ás vezes é o tipo de personagem que você ama e odeia pelo temperamento. Tem horas que você quer que ele pare de fazer algo, porque sabe que vai dar problema, mas ele faz mesmo assim. Só que é isso que te dá vontade de continuar o próximo capítulo. O jeito rebelde do jovem continua sendo uma das partes essenciais da história.

Os novos personagens que foram introduzidos também tiveram peso na trama. Não acho que a continuação tenha superado o primeiro livro da trilogia, mas posso dizer com muita segurança que fãs de Percy Jackson e Como Treinar Seu Dragão vão querer mais da jornada de Jaron e dos outros personagens.

Esse é um ótimo mundo para jovens leitores começarem a ter o gosto pela leitura e até ler junto com os pais, que vão se entreter bastante.

Mal posso esperar para por minhas mãos em O Trono das Sombras.

Resenha: O Rei Fugitivo, Jennifer A. Nielsen
80%Pontuação geral
Capa80%
Enredo 75%
Narrativa 85%
Personagens 80%
Votação do leitor 0 Votos
0%

Deixe sua opinião aqui :)