Resenha: Olivia, J Magnane

Um escritor perdido e todo um universo que nos cerca

Olivia é o livro de estreia do carioca J Magnane. O autor, que já havia participado de algumas antologias de terror e romance, se uniu a Rouxinol Editora para nos contar um drama sobre perdas, amores e sobre a fé da grandiosidade das coisas.

pela capa em si dá vontade de por as mãos em Olivia e a diagramação ajuda a se entregar a história, que é bem curtinha e fácil de se ler. J tem um narrativa muito boa e você nunca se sente entediado na rapidez que ele vai levando nosso protagonista, James, em sua jornada de volta a onde tudo começou. O modo como ele coloca a fé e a religião combina perfeitamente com o clima da história, que sempre fala como cada ser humano é um universo só, cheio de galáxias. Só uma citação dessas já faz sua mente viajar longe.



Essa é uma história sobre um homem torturado e as poucas coisas que ainda o prendem nesse universo e, embora tenha gostado dessa atmosfera John Green que J quis colocar na história, senti que o protagonista não parecia um homem de 40 anos. Teria sido melhor se fosse um adolescente ou que pelo menos tivesse mais páginas. Eu mal entrei na história e já estava indo para o final. Uma mensagem como aquela precisava do dobro de páginas.

No entanto, eu gostei bastante de Olivia. É uma leitura rápida, divertida com ideias bem interessantes. Você vai acabar num único dia e vai ficar se perguntando sobre o final. Eu criei algumas teorias.  

 

Capa 85
Narrativa 80
Enredo 70
Personagens 75
Nota dos Leitores:0 Votes0
78




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

More Stories
Programacao da Intrinseca na 22° Bienal Internacional do livro de SP