Resenha: Perdao, Leonard Peacock, de Matthew Quick

 

Perdão-Leonard-Peacock-Matthew-Quick




 

 

Perdão, Leonard Peacock

Autor: Matthew Quick

Editora: Intrínseca

Número de páginas: 224

Classificação: 4/5  estrelas

Compre pelo link

 

 

 

 

Perdão, Leonard Peacock é uma obra brilhante de Matthew Quick, mesmo autor do livro “O lado bom da Vida”, e se com seu livro anterior ele entrou para o meu rank de autores favoritos, com esse não foi diferente.

Hoje é o aniversário de Leonard Peacock. Também é o dia em que ele saiu de casa com uma arma na mochila. Porque é hoje que ele vai matar o ex-melhor amigo e depois se suicidar com a P-38 que foi do avô, a pistola do Reich.

Essa é a base principal para a trama que se desenvolve em Perdão, Leonard Peacock. O autor consegue transformar essa jornada em uma montanha russa de emoções, com um toque de humor ácido que balanceia o lado dramático da coisa.

Mato você mais tarde — digo para o sujeito no espelho, e ele apenas sorri de volta, como se mal pudesse esperar. (pag. 22)

Leonard Peacock é um personagem complexo, seus devaneios levam o leitor a diversas reflexões, e unidas a narrativa de Matthew Quick tornam o livro um experiência única.

Os personagens secundários estão ligados diretamente com a história de Leonard, são eles: Walt, o vizinho obcecado por filmes de Humphrey Bogart; Baback, que estuda na mesma escola que ele, e é um virtuose do violino; Lauren, a garota cristã de quem ele gosta, e Herr Silverman, o professor que está agora ensinando à turma sobre o Holocausto.

Independente de tudo, a única certeza que o leitor tem é que até o fim do dia Leonard estará morto. Matthew uniu o “drama” do livro as notas de rodapé, que são frequentemente utilizadas para completar a história, ideias ou simples comentários do protagonista.

É por isso que as pessoas dão presentes, certo? Por que não sabem como se expressar em palavras, então dão presentes para expressar simbolicamente seus sentimentos. (pag. 100)

perdc3a3o-leonard-peacock_topo

Garanta o seu exemplar de Perdão, Leonard Peacock pelo link. 

Recomendo o livro para quem já conhece o trabalho de Matthew Quick e também para os leitores que buscam um livro diferente, que é dramático e confortador ao mesmo tempo. 

Resenha escrita por Guilherme Cepeda – Burn Book ©

Leia Mais
BURNCAST #08 – Fase 4 da Marvel – Heroísmo representativo! (feat. Laís e Marko)