Resenha: Praga, de Michael Grant 3
Resenhas

Resenha: Praga, de Michael Grant

praga

 

 

 

 

Praga (Gone #4)

Autor: Michael Grant
Editora: Galera Record
Ano: 2013
Páginas: 392

Compre pelo link

 

 

 

Praga é o 4º volume da série Gone, do autor Michael Grant. Gone é uma daquelas séries que pouca gente conhece (infelizmente), mas o trabalho do autor Michael Grant é sensacional.

O livro é voltado para o público jovem-adulto e já conta com 6 volumes publicados lá fora, e apesar de ser direcionado para esse público, algumas situações descritas no livro são um pouco pesadas, como dilacerações, animais assassinos e jovens perdendo vidas como se George R. R. Martin tivesse dado aulas para Michael Grant.

Para ter uma ideia do que se trata a série Gone, confira a sinopse do primeiro livro:

Em um piscar de olhos, todos com mais de 14 anos desaparecem. Restam adolescentes. Pré-adolescentes. Crianças. Nenhum adulto. Nenhum professor, policial, médico ou responsável. Linhas de telefone, redes de televisão e a internet param de funcionar. Não há como pedir ajuda. A fome é intimidante e a violência começa. Os animais parecem estar se transformando, e uma criatura sinistra está à espreita. Os próprios adolescentes estão ficando diferentes, desenvolvendo novos talentos: poderes inimagináveis, perigosos e mortais, que crescem dia após dia. É um mundo novo e assustador. É preciso escolher um lado — e a guerra é inevitável.

Em Praga, a vida dos habitantes do LGAR não está nada fácil. Imagine um bando de adolescentes com superpoderes passando fome, perigos de vida e juntando tudo isso a falta de água, a situação não poderia ficar pior, ou será que não?

Além de todos os problemas enfrentados pelos personagens, uma gripe fatal e contagiosa se espalha por Praia Perdida e alguns insetos mortais começam a ameaçar de vez a vida dos habitantes do LGAR.

 […] Durante toda a vida tinha esperado um momento como esse. Era como se cada coisa que já tivesse feito – as surras que levara, as ainda mais numerosas surras que dera, o prazer que havia sentido em queimar sapos, colocar um cachorrinho no micro-ondas e desenhar todas aquelas imagens adoráveis de armas, lanças, facas, instrumentos de tortura, tudo aquilo, todos os ódios, toda a luxúria ardente, toda a loucura e a fúria, tinham se juntado para formar esse momento perfeito, definitivo, de júbilo cristalino. [Pág. 244] 

Michael Grant é um autor fantástico, e é realmente um pena não ver seus livros na lista dos mais vendidos nas livrarias. Cabe a nós, leitores divulgar o trabalho dele e levar os livros da série Gone para mais gente, porque REALMENTE vale muito a pena a leitura.

Recomendo para todos os leitores que gostam de livros que envolvem suspense, aventura e um pouco de distopia. 

Resenha escrita por Guilherme Cepeda – Burn Book ©

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Praga, de Michael Grant 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Resenhas

1 Comment

  1. Preciso ler o terceiro ainda…

Leave a reply