Resenha: Quem e Voce, Alasca?, de John Green

970283_503112176424637_1315046538_n

 


 

 

 

Título: Quem é Você, Alasca? (Looking For Alaska)

Autor: John Green (João Verde 😉 )
Editora: Martins Fontes
Páginas: 229
Comprar: Submarino

 

 

 

 

 

 

 

Resenha:

Sinceramente não sabia o que esperar de Quem é você Alasca. Ouvi comentários positivos, negativos, gente falando que era o melhor livro do John Green (João Verde) e por ai vai, só sei que Quem é você Alasca acabou se tornando um dos meus livros favoritos.

O Primeiro Amigo, a Primeira Garota, as Últimas Palavras

Em Quem é você Alasca conhecemos Miles ~gordo~ Halter, um adolescente comum que vivia uma vida comum e pacata até ir parar em um internato e conhecer as duas pessoas que mudarão completamente a sua vida.

“François Rabelais. Era poeta. Suas últimas palavras foram: ‘Saio em busca de um Grande Talvez.’ è por isso que estou indo embora. Para não ter de esperar a morte para procurar o Grande Talvez.” ” – Capítulo ‘cento e trinta e seis dias antes’, pág 5

Em busca do “Grande Talvez”, ele conhece Alasca Young, uma garota diferente das outras, inteligente e com a sua própria maneira de encarar a vida. Acompanhada do “Capitão” e da maravilhosa narrativa e reviravoltas características do autor John Green, você não sabe o que esperar do livro e quando chegamos mais ou menos na metade, ele te deixa sem chão.

“Passamos a vida inteira no labirinto, perdidos, pensando em como um dia conseguiremos escapar e em quanto será legal. Imaginar esse futuro é o que nos impulsiona para a frente, mas nunca fazemos nada. Simplesmente usamos o futuro para escapar do presente.” – Capítulo ‘cem dias antes’, pág 56

O livro acabou se tornando um dos meus favoritos do autor, tanto pela escolha do tema mais “real”, quanto pela identidade e personalidade dos personagens principais. Senti uma certa semelhança entre os personagens desse livro e de “Cidades de Papel”, outro livro do John que acompanha a vida de adolescentes e tem uma garota misteriosa, no caso desse livro é Alasca, pois ninguém a conhecia realmente como ela era, Alasca era uma incógnita, uma peça fora do quebra-cabeça, um mistério.

O núcleo principal do livro nos faz refletir, principalmente pelo vício de Miles, que é colecionar citações e ultimas palavras de grandes personalidades da história. John Green consegue tecer uma narrativa sem deixar pontas soltas, e os capítulos são divididos entre o “antes” e o “depois”, e é claro que não vou revelar o marco dessa divisão, se não acabaria com toda a graça do livro.

999705_509112512502584_679243139_n

Recomendo para todos os fãs do John Green, e também para os leitores que buscam um livro que faz refletir e foge um pouco dos padrões de livros adolescentes. Quem é você Alasca foi uma surpresa, e tenho certeza que se você não leu ainda, ele vai ganhar um lugar especial na sua estante.

 “Porque não podemos prolongar para sempre esse tipo de coisa. Chega uma hora em que é preciso arrancar o Band-Aid. Dói, mas pelo menos acaba de uma vez e ficamos aliviados.” – Capítulo ‘cento e vinte e oito dias antes’, pág 7

Garanta o seu exemplar de “Quem é você Alasca” pelo link

Resenha escrita por Guilherme Cepeda – Burn Book ©

Leia Mais
Adaptação do livro Hush Hush contrata diretora!