Afinal, Qual a diferença entre nerd e geek? 3
Sem categoria

Afinal, Qual a diferença entre nerd e geek?

O site da revista Mundo Estranho fez um post bem legal, diferenciando o uso dos termos: Nerd x Geek. Você sabe a diferença? Confira: 

Na prática, nenhuma. Etimologicamente, os termos são distintos: “geek” surgiu no século 19, proveniente de “geck“, uma palavra de origem alemã que significa “bobo”, enquanto “nerd” apareceu nos EUA na década de 1960 e pode ser originária da gíria em inglês “nert”, que significa “louco”. Nos dicionários de língua inglesa, porém, nerd e geek significam a mesma coisa: pessoas tímidas e inteligentes que se interessam por computadores e pesquisam sobre assuntos de que gostam. Estereótipos à parte, os adeptos dos dois títulos divergem sobre o que define cada tribo. Em 2013, o engenheiro de software Burr Settles estudou 2,6 milhões de tuítes para verificar quais palavras são mais associadas aos dois termos (confira na ilustra acima).

O resultado:nerd” é mais relacionado a estudos, enquanto “geek” aparece mais ligado à cultura pop. Ainda que a pesquisa não sirva para classificar um nerd ou um geek, ela mostra como é, em geral, a visão popular sobre os dois. 

FONTES Merriam-Webster, Oxford Dictionaries e Cambridge Dictionaries, artigo On `Geek¿ Versus `Nerd¿, de Burr Settles consultoria Deive Pazos, do site Jovem Nerd, e Jurandir Filho, do site Cinema com Rapadura

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Afinal, Qual a diferença entre nerd e geek? 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Sem categoria

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.