Especial: Habito de leitura… na Europa 4
Sem categoria

Especial: Habito de leitura… na Europa

Milton Assumpção no Administradores

Durante o mês de Julho viajei com a família para a Toscana na Itália. Um região linda, cheia pequenas cidades medievais, e com histórias maravilhosas de Etruscos, Romanos e do Renascimento.

Especial: Habito de leitura… na Europa 5

Como já conheciamos várias delas, concentramos nossa viagem em cidades menores e que não havíamos ainda visitado.

E foi por isso que resolvemos passar alguns dias na Ilha de Elba, hoje sob a responsabilidade e controle da cidade de Livorno.

A principio, de Elba, eu só sabia do exilio de 10 meses de Napoleão Bonaparte, e das praias maravilhosas no Mediterrâneo.

Mas como sempre que visito algum lugar, eu procuro saber da sua história, da formação do seu povo, da economia , de atrações turísticas especiais, a Ilha de Elba foi uma grata surpresa.

1.500 AC os etruscos já extraiam, exploravam o minério ferro, e comercializavam para todo mediterrâneo. A ilha é citada em textos gregos da época. Posteriormente dominada pelos romanos, a ilha floresceu proporcionando matéria prima para confecções de armamentos, que lhes deu uma vantagem competitiva contra povos que lutavam com armamentos de cobre.

A cidade de Capoliveri, construída 1.000AC é uma pequena cidade no interior da ilha, próximo das minas de ferro e que apesar de ter hoje uma arquitetura mais medieval, guarda a historia daqueles tempos.

As minas, hoje estão desativadas, bombardeadas que foram durante a 2ª guerra mundial, mas podem ser visitadas.

Hoje a ilha vive totalmente do turismo, principalmente alemães, austríacos, nórdicos, e claro, italianos.

O que me chamou a atenção e que me levou a escrever este texto foi encontrar nas praias um numero muito grande, mas muito grande mesmo de pessoas lendo livros, de papel.

Jovens de 16, 17 anos, sentados na areia com livros na mão. Mulheres e homens de todas as idades curtindo e apreciando uma boa leitura.

A surpresa maior aconteceu quando vi um vendedor de livros, com uma pilha deles nos braços caminhando entre os banhistas.

Não tive dúvidas, chamei-o , comprei um livro e tirei uma foto.

Fiquei encantado. Não cansava de comentar com a minha família a satisfação de tudo isto.

Ah, não vi ninguém lendo um e-book.

Fonte

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Especial: Habito de leitura… na Europa 6







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Sem categoria

4 Comments

  1. Quem dera que no Brasil fosse assim.. Nunca fui à Europa, mas nos Estados Unidos sempre se vê alguém lendo nos parques, praças, praias.. e tirando que lá tem sempre uma livraria, por menor que a cidade seja. 🙂

    Ótimo post!

    Bjs!
    My recent post A Marca de Atena – Rick Riordan

  2. Uau! Que incrível. Seria ótimo se fosse assim aqui no Brasil. Seria muito bom trocar os vendedores de comidas por vendedor de livros e aquelas pessoas gritando por um silêncio bom para uma leitura. Apenas impressionada porque jamais pensei que fosse possível a existência de algo assim numa praia, em qualquer parte do plante.

  3. A cultura da leitura nesses países é realmente muito diferente daqui no Brasil!
    Quando fiz intercâmbio no Canadá, conheci gente de vários lugares do mundo. Quase todos levavam livros para ler no intervalo – e também encontrava muita gente lendo nas praças da cidade! Até a família que me hospedou, que era das Filipinas, ia para a biblioteca do bairro toda semana para alugar novos livros! Era muito amor <3 Também queria que fosse assim aqui!
    Beijos,
    Own Mine
    My recent post 6 on 6 Agosto

  4. Itália = amor. Já fui à Roma e Assis, mas não tive a oportunidade de visitar uma praia. Um cara vendendo livros na praia? Aqui em Fortaleza eles vendem tatuagens de rena!

    maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br
    @mmundodetinta

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.