Especial: O teorema Katherine, de John Green 6
Sem categoria

Especial: O teorema Katherine, de John Green

Olá, leitores do Burn Book. A Editora Intrínseca anunciou que o livro "O teorema Katherine" será lançando em Março de 2013. Confira o post completo do "Blog das Séries".

Para quem já leu e releu A culpa é das estrelas e está sentindo falta dos diálogos geniais e sacadas brilhantes de John Green, o Blog das Séries traz uma ótima notícia: em março de 2013, lançaremos O teorema Katherine, livro publicado pelo autor nos Estados Unidos, em 2006.

Especial: O teorema Katherine, de John Green 7
 

Transpor o título de uma obra para outros idiomas é sempre um desafio linguístico para tradutores e editores. Pelo mundo, An abundance of Katherines, do original em inglês, virou Die erste Liebe (nach 19 vergeblichen Versuchen) [O primeiro amor (depois de 19 tentativas malsucedidas)] na Alemanha; Le théorème des Katherine [O Teorema de Katherine], na França; 19 keer Katherine [19 vezes Katherine] na Holanda; e Katherine a köbön [A Katherine à terceira potência] na Hungria. O título escolhido para a versão brasileira, O teorema Katherine, foi inspirado na solução italiana: Teorema Catherine – lá, porém, eles optaram pelo C em vez de K, porque não se pode ter a letra K no nome.

Em O teorema Katherine, o protagonista Colin Singleton tem uma queda especial por meninas chamadas “Katherine”! E quando se trata dela, é regra, Colin está sempre levando o fora. Dezenove vezes, mais especificamente. E é após o trauma do último rompimento que ele – ex-criança prodígio, entusiasta de anagramas, que acaba de se formar no ensino médio e se martiriza por ainda não ter tido um grande e significativo momento de genialidade – põe o pé na estrada.

Dirigindo sem destino, com o coração partido, um caderno de anotações no bolso e o melhor amigo no banco do carona, Colin, enfim, visualiza sua missão: formular e comprovar o teorema Katherine, que, ele espera, poderá prever o futuro de qualquer relacionamento, vingar todo e qualquer pé na bunda e, finalmente, ajuda-lo a conquistar sua garota. Fonte

*****
 

Acredito que a Editora Intrínseca siga a mesma linha de "A culpa é das estrelas" e use a capa abaixo:

Especial: O teorema Katherine, de John Green 8

Na foto também tem "Paper Towns", outro livro do John Green.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Especial: O teorema Katherine, de John Green 9


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Sem categoria

3 Comments

  1. Ansiosa *o*
    Essa possível capa é bonita. Dentre as demais, gosto da francesa 🙂

  2. Poderiam publicar paper towns no lugar desse.

  3. Também tenho essa versão americana, quer dizer, terei assim que chegar (que demora!), mas a capa francesa segue sendo minha favorita. Estou contando os dias-horas-minutos-e-segundos para ter minha versão brasileira em mãos, e respondendo o comentário acima… Se não me engano Paper Towns vai sair pela Arqueiro ainda esse ano.

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.