Olá, queridos!

Meu nome é Nath e eu sou a nova colaboradora do Burn Book. Prazer!

Também faço parte do seleto grupo de pessoas que gostam de ler, mas, digamos que eu prefiro não competir com o senhor Guilherme Cepeda, pessoa que lê mil livros de mil páginas numa só tarde. Pois é. Pensei em escrever sobre cinema, mas aqui no Burn Book já tem a Danny Resende que faz isso muitíssimo bem.

Pensei, pensei e pensei mais um pouco até perceber que a resposta do meu dilema estava bem a minha frente. Ok, estava ao meu lado, no meu criado mudo: minhas amadas Histórias em Quadrinhos.

Só para contextualizar: eu sou formada em Comunicação Social e Jornalismo de Moda, na minha longa carreira de três anos eu sempre trabalhei escrevendo, tenho dois livros publicados e amo desenhar, até mais do que escrever. Pensando assim, eu deveria ser uma excelente autora de quadrinhos, certo? Só que não… Até já tentei, mas achei melhor ficar na minha como admiradora. Pretendo encontrar muitos outros admiradores por aqui e inspirar quem ainda não é 🙂 . Gostar de ler já é um primeiro passo, por isso acho que o tema tem tudo a ver com o Burn Book.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Quando se fala em Histórias em Quadrinhos, Bandas Desenhadas (acho tão estranho), gibis, HQs, tirinhas ou revisitinhas, boa parte das pessoas logo pensam nos heróis da Marvel e da DC, ou em mangás. No senso comum, também pensam em fãs de quadrinhos como homens meio nerds/geeks estilo The Big Bang Theory, ou no máximo um Seth Cohen da vida (saudades The OC). Bom, se vocês tiverem curiosidade em ver uma foto minha: 

 

 

ACHO que eu não pareço muito com um personagem nerd de seriado americano. Nem sou homem.

 


A proposta da minha coluna não é só falar sobre o mundo dos quadrinhos, mas mostrar que existe um universo muito maior do que HQs de super heróis e mangás, e que nem todo mundo que lê usa pullôver. Claro que o Batman e o Dragon Ball não têm todo esse reconhecimento à toa, mas também existem vários outros títulos legais para conhecer. Alguns estão a um clique de distância.

 

 

Minha ideia era iniciar falando sobre o cartunista Robert Crumb e um de seus personagens hoje, mas acabei me estendendo com minha apresentação, então acho melhor ficar para o próximo post! Não vai demorar, prometo. Só para dar um gostinho: R Crumb é um dos fundadores dos chamados quadrinhos underground, tão incrível que está na lista dos 100 gênios vivos da consultoria global Synectics. Lindo.

 

Espero que tenham gostado desse primeiro "oi" e nos vemos em breve 🙂 

 

Deixe sua opinião aqui :)

No more articles