Recordando o seriado ‘Las Vegas’ 6
Sem categoria

Recordando o seriado ‘Las Vegas’

Em 2018 completou 10 anos do cancelamento do seriado Las Vegas, uma produção da cadeia americana NBC que se focava sobre o mundo misterioso e excitante dos cassinos da grande meca dos jogos de azar. Revelando grandes nomes como Josh Duhamel e Nikki Cox, o seriado trazia também James Caan no papel de um durão eficaz mas com coração bondoso. No Brasil, Las Vegas foi transmitido no AXN.

O personagem de James Caan (ator que ficou famoso como Sonny Corleone em “O Poderoso Chefão”) é Ed Deline, antigo oficial da CIA que virou diretor de operações do cassino ficcional Montecito, e que tem no jovem Danny McCoy (Josh Duhamel) seu principal parceiro. A turma tem de enfrentar vilões querendo trapacear o cassino, equipes de bandidos e muitos outros problemas que exigem caras determinados e duros. Nunca falta o encanto feminino, sempre muito associado a esse universo; a melhor prova é talvez Sam Marquez (interpretada pela atriz Vanessa Marcil), que se apresenta como a melhor anfitriã de cassinos do mundo e é ao mesmo tempo uma mulher ambiciosa que age com cinismo e frieza, procurando os maiores lucros para o cassino.

O seriado teve cinco temporadas, entre 2003 e 2008, com o personagem Deline abandonando no início da última temporada e deixando o comando das operações a McCoy. O seriado terminou com o chamado “cliffhanger”, ou “à beira do precipício”, deixando tudo pronto ou aberto para um regresso; contudo, desde 2008 a NBC não voltou mais com a série.

O fascínio de Las Vegas

Las Vegas se estabeleceu como a capital mundial dos jogos de cassino, com sua famosa strip acolhendo estabelecimentos gigantescos, onde os milionários se encontram com as pessoas comuns, e estas podem virar milionárias em um golpe de sorte! Mesmo com o aparecimento de outros pontos mundiais de jogo, como Macau, Las Vegas continua trazendo muitas décadas de tradição e “glamour” bem próprios. A música de Elvis Presley, “Viva Las Vegas”, continua ecoando nos espíritos.

Para o Brasil, país onde os jogos de cassino continuam sendo proibidos e só é possível jogar acedendo a plataformas online como o CassinosBrazil, o fascínio é ainda maior pois, como dizem os portugueses, “o fruto proibido é o mais apetecido”, numa referência ao Livro do Gênesis. Os brasileiros mais afortunados podem voar até Punta del Este para jogar no cassino, mas nada substitui o fascínio de Las Vegas.

Terá espaço para um regresso?

Até hoje nunca teve boatos relativos a um regresso do seriado, mas veja que só passaram 10 anos sobre seu fim. Há bem pouco tempo tivemos o regresso de “Roseanne”, 21 anos depois de seu final. Se bem que esse caso teve um certo “timing” político, o fato é que Las Vegas e seu fascínio e mistério continuam aí; quem sabe se não teremos notícias nos próximos tempos.

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Recordando o seriado ‘Las Vegas’ 7


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Sem categoria

Leave a reply