Resenha: Minha Vida Agora, de Meg Rosoff 7
Sem categoria

Resenha: Minha Vida Agora, de Meg Rosoff

Resenha: Minha Vida Agora, de Meg Rosoff 8
 

Autor: Meg Rosoff
Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 175

Resenha por: Guilherme Cepeda

Uma garota nova-iorquina de 15 anos desembarca na Inglaterra, enquanto uma nova grande guerra está prestes a começar, para passar uma temporada com a tia e quatro excêntricos primos totalmente desconhecidos. Na imensa casa de campo, longe da agitação de Manhattan e dos conflitos com a nova madrasta, grávida do bebê que pode lhe tirar o pouco que lhe resta do pai, Daisy descobrirá o amor, o desejo, a liberdade de um cotidiano sem adultos e o valor da amizade verdadeira. 
 

Minha Vida Agora é um livro intenso. É o retrato do amadurecimento “forçado” de uma garota diante da guerra.

Daisy, uma garota nova-iorquina de 15 anos levava uma vida normal até ser enviada para a casa de seus primos na Inglaterra. Como se já não bastasse a mudança, uma terrível guerra estoura na europa e Daisy é forçada a se separar de sua atual “família” e enfrentar os “horrores” do mundo real, mas não como uma “soldado”, mas sim como uma sobrevivente.

Meg Rosoff explora o impacto da guerra sobre a inocência. A guerra é considerado um tema muito forte para livros jovens adultos, mas que se encaixou bem no enredo geral de “Minha vida Agora”.

"Acho que havia uma guerra acontecendo em algum lugar do mundo naquela noite mas não era uma guerra que podia nos afetar" 

Daisy é uma garota totalmente alheia aos perigos do mundo, e acompanhar a guerra pela visão dela, proporciona diversas sensações, desde medo até a angústia de presenciar a crueldade humana e a fragilidade dos meros mortais.

A escrita de Rosoff amadurece junto com Daisy, evoluindo tanto no diálogo da personagem que começa um tanto pouco confuso, até a escrita bem estruturada com parágrafos e as falas destacadas por travessões como estamos acostumados nos livros do mesmo gênero.

Um fato interessante sobre o livro, é que Meg Rosoff optou por dar um toque distópico a história, não definindo muito bem o período em que os personagens estão vivendo. Temos diversas referencias que lembram a 2° guerra mundial, misturados com pontos modernos para a época e elementos dos dias de hoje, dando a entender que a história se passa no presente ou em algum momento no futuro. Isso pode parecer um pouco confuso, mas com o desenvolver do livro as coisas começam a fazer sentido.

Minha vida agora é um retrato poético e honesto sobre a guerra. Indicado para todas as idades, o livro traz uma mensagem interessante sobre uma outra visão da vida. Original. É assim que eu definiria a obra de Meg Rosoff.

Resenha: Minha Vida Agora, de Meg Rosoff 9  Resenha: Minha Vida Agora, de Meg Rosoff 10

 

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Resenha: Minha Vida Agora, de Meg Rosoff 11


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Sem categoria

30 Comments

  1. Que interessante! Não teve como não lembrar um pouco de A Menina Que Roubava Livros, que ao que parece tem um enredo semelhante (digo, na questão da guerra e tals!). Vou confessar que não conhecia o título mais parece ser bem interessante já que o livro transmitiu os sentimentos e sensações que a personagem vivia…
    Como sempre, muito boa a resenha Gui!
    Abçs!

  2. Confesso que foi a capa que chamou minha atenção… hehe. Mas a sinopse do livro é muito interessante. Se eu ganhar o sorteio, vou ler a história com muito prazer.

  3. Confesso que quando vi a capa achei que seria uma historia mais infantil com aqueles toques doces de romance. Mas após ler a resenha fiquei super curiosa sobre o desenrolar dessa historia.
    Acho interessante este tipo de escrita que deixa você imaginar, como a epoca de guerra descrita na resenha sem citar a epoca exata. Então o leitor tem uma liberdade para imaginar alguns acontecimentos e fica ansioso por saber mais detalhes daquele fato.

    Parabéns pela Resenha Adorei.

  4. Eu vi este livro na Bienal, fiquei de olho grande, mas o preço estava tão salgadinho que resolvi esperar.
    Agora vendo a resenha eu pude entender melhor. Na sinopse não dá pra sacar direitinho.
    Ou seja, tem guerra, tem distopia, tem tudo que eu gosto!!!

    Vamos aumentar essa lista!!

    Bjkas

  5. Já tinha visto, bem antes do lançamento sobre esse livro. A capa atrai bastante, mas é meio infantil, eu achei. As capas internacionais são melhores. Mas é linda!
    O enredo lembra mesmo Liesel na guerra… Mas a história de Markus é bem mais dramática, segundo as resenhas que já vi.
    Bela resenha! (;
    My recent post Green Day libera Kill the DJ

  6. Parece bem interessante, só não gostei desse "ar distópico"… virou modismo, aff!

  7. Eu já tinha visto esse livro e a capa tinha chamado minha atenção, embora seja um livro para jovens adultos acho que pode interessar a qualquer leitor, acho que eu gostaria muito e ler esse livro. Talvez a autora tenha feito a opção de não estabelecer uma época para sua história somente para mostrar como a guerra afeta a vida dos jovens, não importa em que década ou século eles vivam.

  8. O livro parece ser muito bom! Vendo a capa do livro, nunca imaginei que poderia ter uma guerra na história. Mas lendo a resenha me interessei muito mais pelo livro.
    Espero poder lê-lo.
    ;D

  9. Oi Gui.
    Tá na cara que essa capa engana quem diria que a história é TUDO isso, eu já li outras resenhas, mesmo assim estou curioso pra ler, achei a história bem verdadeiro e gosto disso. Espero ler.

  10. A capa é totalmente secreta com relação ao enredo, quando vi achei que era um romance adolescente comum, quem imagina vendo a capa que tem uma guerra no meio da história.
    Quero muito ler.

  11. Olá
    Não tinha lido nenhuma resenha ainda desse livro e agora me interessei, principalmente depois de saber que tudo ocorre durante a guerra parece mesmo muito bom.

    Beijão

  12. A capa é linda, mas acho que o tom pastel não condiz com o conteúdo meio hard e gostei mais das outras duas.
     
    Já imaginava que a obra é bem original, pela forma como a autora narra, bem peculiar.
     
    Beijos!

  13. História muito interessante, fiquei com uma vontade enorme de ler o livro!
    My recent post

  14. Deu vontade de ler 🙂 De que ano é o lançamento do livro?

    Beijo

  15. Adorei a resenha, mas já tinha me apaixonado por esse livro só pela capa!!! (Laura S)

  16. Achei a capa muito fofa, lenda a sinopse parece um livro romântico, mas lendo a resenha é um livroum pouco tenso, pois fala da guerra e o horror que é passar por ela. espero futuramente ler esse livro em breve

  17. Parece ser bem bonitinho,é aquele tipo de livro pra vc ler depois de algo pesado.

  18. Ainda não tinha ouvido falar sobre esse livro, mas pela resenha parece ser uma boa leitura, vale a pena conferir.

  19. quando vi a capa logo julguei, imaginando ser mais um daqueles romances adolescentes água com açúcar, mas a resenha me surpreendeu! fiquei com vontade de ler. @aleecarneiro

  20. Não conhecia esse livro. Me pareceu bastante legal. Apesar de não ser muito fã de livros que abordam o tema guerra, eu leria esse numa boa. Só achei que as capas não condizem muito com a história.
    Se tiver oportunidade, lerei, sim!

    @_Dom_Dom

  21. Gosto de livros referentes a guerra, ainda que fictícios. O enredo me pareceu bastante interessante, principalmente por mostrar a ótica de uma adolescente frente a uma guerra e seu amadurecimento.
    My recent post A Mulher V

  22. A capa não induz a nada do que diz a resenha, por outro lado depois que se lê a resenha, percebe-se ou pelo menos se imagina que deve ser antes do amadurecimento da personagem.
    Bjs, Rose.
    My recent post Quebra Cabeça Novo Conceito #1: Atualização #2

  23. LI o nome e confundi com o de uma autora que eu gosto muito. ahha. lerda. Enfim, gosto dos livros sobre a guerra/durante a guerra e etc. Mas depende da maneira como é abordado… E bem, embora todas as capas sejam lindas, acho que nenhuma delas passa o real sentido do livro (tenho visto muito isso em livros atualmente, a capa diz uma coisa o conteúdo do livro diz outra). Vamos ver se esse livro tem tudo o que eu gosto nos livros de guerras…

  24. Só fez minha vontade de ler o livro aumentar!

  25. Gostei da resenha, me deixou com vontade de ler o livro!

  26. Pela capa parece ser um livro infantil.
    Nem da pra imaginar que se tratava de um drama de uma menina que se passa na guerra.
    Parece ser triste.

  27. Parece bom este livro inspirar curiosidade

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.