Autor: Meg Rosoff
Editora: Galera Record
Nº de Páginas: 175

Resenha por: Guilherme Cepeda

Uma garota nova-iorquina de 15 anos desembarca na Inglaterra, enquanto uma nova grande guerra está prestes a começar, para passar uma temporada com a tia e quatro excêntricos primos totalmente desconhecidos. Na imensa casa de campo, longe da agitação de Manhattan e dos conflitos com a nova madrasta, grávida do bebê que pode lhe tirar o pouco que lhe resta do pai, Daisy descobrirá o amor, o desejo, a liberdade de um cotidiano sem adultos e o valor da amizade verdadeira. 
 

Minha Vida Agora é um livro intenso. É o retrato do amadurecimento “forçado” de uma garota diante da guerra.

Daisy, uma garota nova-iorquina de 15 anos levava uma vida normal até ser enviada para a casa de seus primos na Inglaterra. Como se já não bastasse a mudança, uma terrível guerra estoura na europa e Daisy é forçada a se separar de sua atual “família” e enfrentar os “horrores” do mundo real, mas não como uma “soldado”, mas sim como uma sobrevivente.

Meg Rosoff explora o impacto da guerra sobre a inocência. A guerra é considerado um tema muito forte para livros jovens adultos, mas que se encaixou bem no enredo geral de “Minha vida Agora”.

"Acho que havia uma guerra acontecendo em algum lugar do mundo naquela noite mas não era uma guerra que podia nos afetar" 

Daisy é uma garota totalmente alheia aos perigos do mundo, e acompanhar a guerra pela visão dela, proporciona diversas sensações, desde medo até a angústia de presenciar a crueldade humana e a fragilidade dos meros mortais.


A escrita de Rosoff amadurece junto com Daisy, evoluindo tanto no diálogo da personagem que começa um tanto pouco confuso, até a escrita bem estruturada com parágrafos e as falas destacadas por travessões como estamos acostumados nos livros do mesmo gênero.

Um fato interessante sobre o livro, é que Meg Rosoff optou por dar um toque distópico a história, não definindo muito bem o período em que os personagens estão vivendo. Temos diversas referencias que lembram a 2° guerra mundial, misturados com pontos modernos para a época e elementos dos dias de hoje, dando a entender que a história se passa no presente ou em algum momento no futuro. Isso pode parecer um pouco confuso, mas com o desenvolver do livro as coisas começam a fazer sentido.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Minha vida agora é um retrato poético e honesto sobre a guerra. Indicado para todas as idades, o livro traz uma mensagem interessante sobre uma outra visão da vida. Original. É assim que eu definiria a obra de Meg Rosoff.

  

 

Deixe sua opinião aqui :)