Arrow volta a ser a melhor série de super-heróis da CW

Aqueles que abandonaram Arrow em sua terceira e quarta temporada irão se arrepender ao saberem que essa temporada conseguiu superar todas as expectativas. Com coadjuvantes bem desenvolvidos, um vilão incrível e uma história que retomou o melhor da série, a jornada de Oliver Queen (Stephen Amell) fechou seu quinto ano de uma maneira que deixará os fãs loucos para a sexta temporada. 

Demorou, mas os produtores Marc Guggenheim e Wendy Mericle finalmente entenderam que Arrow realmente é bom quando abraça seu lado heroico urbano. Chega de tramas megalomaníacas em que mais uma vez o destino da cidade estava em perigo. Essa temporada focou em destruir Oliver por completo e eles conseguiram fazer isso lindamente com Prometheus (Josh Segarra). Um vilão que consegue rivalizar facilmente com Salde Wilson (Manu Bennett).

Arrow — “Legacy” — Image AR501a_0056b — Pictured: Prometheus — Photo: Bettina Strauss/The CW — © 2016 The CW Network, LLC. All Rights Reserved.

Mas não é só Oliver que conseguiu se redimir, tivemos uma nova equipe e até uma nova Canário Negro (Juliana Harkavy). E, embora tivemos alguns erros pelo caminho, acho que posso dizer que os roteiristas melhoraram muito o arco de seus coadjuvantes. A cada episódio você sentia como a série estava voltando a ser imperdível.


Até mesmo os flashbacks não estavam ruins. Eles se encaixaram perfeitamente na história e, nos seus momentos finais, em que vimos a cena que antecede ao piloto, a tensão era genuína. Eles não podiam errar com Talia al Ghul (Lexa Doig) ajudando Oliver a se tornar o homem que acompanhamos na primeira temporada.

No final, tivemos uma temporada incrível. Ela não conseguiu superar seu segundo ano, mas acho que muitos vão dizer que foi a melhor season finale do Arrowverse.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos