Arrow 5° temporada | Crítica 13
Séries e Tv

Arrow 5° temporada | Crítica

Arrow volta a ser a melhor série de super-heróis da CW

Aqueles que abandonaram Arrow em sua terceira e quarta temporada irão se arrepender ao saberem que essa temporada conseguiu superar todas as expectativas. Com coadjuvantes bem desenvolvidos, um vilão incrível e uma história que retomou o melhor da série, a jornada de Oliver Queen (Stephen Amell) fechou seu quinto ano de uma maneira que deixará os fãs loucos para a sexta temporada. 

Demorou, mas os produtores Marc Guggenheim e Wendy Mericle finalmente entenderam que Arrow realmente é bom quando abraça seu lado heroico urbano. Chega de tramas megalomaníacas em que mais uma vez o destino da cidade estava em perigo. Essa temporada focou em destruir Oliver por completo e eles conseguiram fazer isso lindamente com Prometheus (Josh Segarra). Um vilão que consegue rivalizar facilmente com Salde Wilson (Manu Bennett).

Arrow 5° temporada | Crítica 14

Arrow — “Legacy” — Image AR501a_0056b — Pictured: Prometheus — Photo: Bettina Strauss/The CW — © 2016 The CW Network, LLC. All Rights Reserved.

Mas não é só Oliver que conseguiu se redimir, tivemos uma nova equipe e até uma nova Canário Negro (Juliana Harkavy). E, embora tivemos alguns erros pelo caminho, acho que posso dizer que os roteiristas melhoraram muito o arco de seus coadjuvantes. A cada episódio você sentia como a série estava voltando a ser imperdível.

Arrow 5° temporada | Crítica 15

Até mesmo os flashbacks não estavam ruins. Eles se encaixaram perfeitamente na história e, nos seus momentos finais, em que vimos a cena que antecede ao piloto, a tensão era genuína. Eles não podiam errar com Talia al Ghul (Lexa Doig) ajudando Oliver a se tornar o homem que acompanhamos na primeira temporada.

Arrow 5° temporada | Crítica 16

No final, tivemos uma temporada incrível. Ela não conseguiu superar seu segundo ano, mas acho que muitos vão dizer que foi a melhor season finale do Arrowverse.

Arrow 5° temporada | Crítica 17

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Arrow 5° temporada | Crítica 18


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Séries e Tv

Leave a reply