Cláusula no contrato com a Netflix pode impedir o “descancelamento” de One Day At a Time por outro canal

A matéria caiu como um balde de água fria, não só para os fãs de ODAT, como também para os adoradores da Netflix.

Desde que o cancelamento de One Day a Time foi anunciado (leia aqui), os envolvidos no projeto e mais uma enormidade de fãs, passaram a lutar por uma casa nova para o show. Contudo, o site americano Deadline publicou uma matéria reveladora, em que afirma que as dificuldades em assinar com outras redes poderiam se originar de uma até então desconhecida cláusula contratual da Netflix que impede que suas produções originais migrem para outros canais ou serviços de streaming concorrentes.

A matéria caiu como um balde de água fria, não só para os fãs de ODAT, como também para os adoradores da Netflix. A plataforma tem tradição em recuperar séries canceladas em seus concorrentes, mas não dá a mesma liberdade para seus criadores originais. É por essa razão que American Vandal, por exemplo, não conseguiu migrar para a CBS All Access, que estava muito interessada no projeto. A cláusula em questão impede que séries originais possam ir ao ar em outros lugares antes de um período de dois a três anos, que mata qualquer hype que a produção tenha na época do cancelamento.

As coisas com ODAT, contudo, podem ser um pouco diferentes. Segundo a matéria, o show tem um pouco mais de liberdade contratual e aparentemente essa é a razão pela qual seu passe continua sendo disputado. Até agora, CBS, Fox e ABC seriam os principais alvos dos produtores.

via – Série Maníacos

Leia Mais
Fullmetal Alchemist: Confira o primeiro teaser da adaptação live-action