DC’s Legends of Tomorrow S01x08: Night of the Hawk | Crítica da Série

Os anos cinquenta são incríveis, se você é um homem branco e hétero, é claro.

Indo mais fundo no tempo para derrotar Savage, a próxima parada são os anos cinquenta. Eu estava um pouco pensativo quanto a essa decisão de voltar tanto assim, afinal, como eles encontraram Vandal Savage nos anos sessenta (se não estou enganado) tentar caça-lo antes disso não poderia alterar o futuro? Acho que essas perguntas sobre viagens do tempo podem dar um nó no cérebro de qualquer um. Talvez seja melhor não ficar tão presa a elas. Já é bem óbvio que os roteiristas vão deixar umas brechas para desenvolver a história do jeito que querem.

79115796ad454678c6a04a46807a04ff




De qualquer forma, foi interessante o modo como eles lidaram com os dilemas da época. Os anos cinquenta pareciam um paraíso para o Professor Martin, se você é branco e hétero de acordo com Sara e Jax. Os produtores lidaram com tudo do jeito que eu esperaria de um canal como a CW. Mostrando todos os problemas que a sociedade lutou tanto para mudar, mas sem se aprofundar muito em coisas pesadas demais para se mostrar. O modo como eles brincaram também com os filmes de terror da época foi uma das partes que mais gostei.

DC's Legends of Tomorrow -- "Night of the Hawk" -- Image LGN108b_0126.jpg -- Pictured (L-R): Franz Drameh as Jefferson "Jax" Jackson and Melissa Roxburgh as Betty-- Photo: Katie Yu/The CW -- © 2016 The CW Network, LLC. All Rights Reserved
DC’s Legends of Tomorrow — “Night of the Hawk” — Image LGN108b_0126.jpg — Pictured (L-R): Franz Drameh as Jefferson “Jax” Jackson and Melissa Roxburgh as Betty– Photo: Katie Yu/The CW — © 2016 The CW Network, LLC. All Rights Reserved

Kendra mostrou um grande crescimento que eu achei rápido demais, mas com menos episódio que o normal, acho que os produtores terão que correr com alguns arcos. Foi bom ela ter percebido que não pode fazer aquilo sozinha, e Ray entendo que tem que deixa-la lutar suas batalhas.

Entrando mais ao fundo na transformação perfeita de Snart em um anti-herói, que é sempre bem vinda para mim, o episódio me deixou com uma pergunta: Qual é a sexualidade da Sarah? No final da segunda temporada de Arrow, eu pensava que ela era bissexual, mas agora não tenho certeza. Ela parece demostrar interesse só em garotas. Talvez os produtores tenham decidido trabalhar com o publico LGBT através dela, o que é uma escolha interessante, embora acaba jogando alguns shipps longe. Talvez eles não respondam essa pergunta, mas ela já é uma das minhas heroínas favoritas.

Agora que ela, Ray e Kendra foram deixados para trás, como será que eles lidaram com o fato de estar numa época tão diferente?

Confira o promo de DC’s Legends of Tomorrow 1×09 “Left Behind”:

[[youtube https://www.youtube.com/watch?v=JhPeJEpU4nw]]

Leia Mais
Lady – Capítulo 1: Violeta do meu jardim, da autora Clara Savelli