The Flash S01x06: The Flash is Born | Critica da Serie

Preparem a arquibancada, hoje vamos ter Nerd vs Bullying. Façam suas apostas antes que entrem no ringue, porque eu consigo ouvir o sino tocando.

 

The Flash está ficando cada vez melhor. Sério. Acho que são poucas séries que conseguem evoluir tão rápido. Se bem que Barry te a obrigação de ser mais rápido que os outros heheheheh.


Mas sério. Ele teve uma semana difícil, a pessoa que ele mais odiava na escola voltou para atormenta-lo e não importava o quanto poderoso ele se tornou, seu antigo colega de turma continuava mais forte.



Acho que não é surpresa que Barry sofria bullying quando criança, já no começo do piloto o vimos levando uma surra de algumas crianças quando menor. Ele sempre foi um tanto diferente, e depois da morte de sua mãe e a ida só seu pai para a prisão tudo piorou. Ele passou a vida acreditando em coisas que só fez todo mundo rir dele L e Tony Woodward é um tipo de pessoa que não precisaria de motivo para atazanar qualquer um.

Através de flashbacks vimos Barry sofrendo na mão dele sem poder revidar. Acho que todos, em um determinado momento, nos vimos em uma situação parecida. Onde não podíamos fazer nada. Esses são os tipos de demônio que ficam mais presos.

O modo como Barry lidou com essa dor me mostrou que eles não poderiam ter escolhido um ator melhor. Grant Gustin conseguiu trazer a tona todos os traços do Flash, desde o garoto medroso e assustado, o cientista ingênuo e tímido e o herói.

O episódio também explorou mais da super-velocidade de Barry. Como você luta com um homem que pode se transformar em aço? (Quando Wes falou Homem de Aço, eu quase saltei da cadeira. Eles sabem como enlouquecer os fãs com esses easter eggs =DDDD). Barry quebrou os dedos só num soco rápido. Para derrota-lo ele precisou correr mais rápido que jamais foi quebrando a barreira do e som e BUM. Ele desenvolveu o soco sônico. Uma arma que usou muito contra o Flash Reverso nos quadrinhos.

Falando nele, vimos uma interação um pouco maior entre o Dr. Harrison Wells e o Detetive West. Agora que sabe da verdade, West começou a questionar Wells sobre a existência de outro acelerador de partículas que deu poderes semelhantes de Barry a pessoa que matou a mãe do jovem. Wells conseguiu tirar a atenção dele falando da morte de sua esposa, mas eu não acho que ele tenha sido casado.

Ele pode até ter sido, mas ela ter morrido um mês antes da mãe de Barry e esse terem sido o motivo que o levou a Central City parece coincidência demais.

Algumas teorias surgiram dizendo que as duas mulheres foram mortas pelo homem na roupa amarela, o Flash Reverso, mas se Wells não for o próprio vilão amarelo, ele deve estar trabalhando com ele. No final, quando o borrão amarelo apareceu ameaçando a filha de West se ele continuasse investigando o caso, exatamente depois que o detetive conversou com West, foi no mínimo suspeito.

Acho que isso vai surpreender muitos.

Não posso esquecer de mencionar a o bromance entre Barry e Eddie e a relação Superman e Lois de Flash e Iris. Na hora que uma certa morena pegar um certo nerd vai dar muita merda. Se bem que eu adoro uma treta XD. Iris não consegue parar de escrever sobre o corredor misterioso e hoje finalmente ela o chamou de Flash. Agora o herói tem seu nome de verdade.

PS: Só uma cosia que percebi. Eles mencionaram Keystone no episódio, que é anda menos que a cidade de Wally West o Kid Flash. Pelo visto os produtores vão introduzi-lo em algum momento. Se isso acontecer, podemos esperar uma união entre ele e Roy. Os produtores já falaram que querer fazer sua versão de Os Jovens Titãs.

Confira a promo de The Flash 1×07 “Power Outage”:

Leia Mais
11 motivos para assistir Capitao America 2: O Soldado Invernal