“Game of Thrones” usa o som de tartarugas transando para representar rugido de dragões

Os dragões em Game of Thrones são tão bem produzidos que, ao assistir a série, é até fácil esquecer que eles não existem na vida real. Entre os fatores que contribuem para Drogon, Rhaegal e Viserion serem tão bem feitos está o rugido que eles emitem, bem altos e que aterroriza alguns dos personagens. Para deixar o rugido bem característico, a produção precisou ser criativa e misturar muitos sons, inclusive o de tartarugas fazendo sexo.

Em uma entrevista para a RadioLab, a designer de som da série, Paula Fairfield, explicou como ela criava os sons dos dragões se movendo, rugindo e se comunicando com outros personagens. Entre os sons utilizados estão vários ruídos de animais, incluindo pássaros, répteis, asas de libélulas, assobios nasais de seu próprio cão e o gemido do acasalamento de tartarugas.

Mas tem um motivo importante para Fairfield ter escolhido este som em particular, já que ela queria que cada um dos dragões tivessem personalidades diferentes. O Drogon, por exemplo, é o favorito de Daenerys Targaryen e é o que ela prefere usar para os voos. Segundo a designer, de certa forma “é como o amante dela”.

“O gemido do macho [tartaruga] na verdade se tornou, com algum trabalho e ajustes e outras coisas, a base do ronronar de Drogon.”

Aos 15 segundos do vídeo abaixo, é possível ouvir o rugido do dragão:

Fairfield acrescentou que na primeira vez que assistiu às cenas de ronronar com uma plateia maior, as pessoas não puderam deixar de rir sem saber o motivo.

“Para mim, é porque [o ronronar] tinha aquela essência, esse tipo de essência sexual”, afirma.

via revistagalileu

Leia Mais
News: Divulgado primeiro poster oficial de “A Hospedeira”