Narcos: 2° temporada | Crítica da Série 3
Séries e Tv

Narcos: 2° temporada | Crítica da Série

Você viu sua ascensão ao poder, agora veja sua queda.

A segunda temporada de Narcos finalmente chegou ao Netflix. Depois de nos deixar com Pablo Escobar (Wagner Moura) escapando de La Catedral e a promessa do agente Steve Murphy (Boyd Holbrook) de que agora a caçada final iria começar, se iriamos esperar um ano então teria que valer a pena.

NARCOS

NARCOS

E como valeu. Fico feliz em dizer que o segundo ano foi tão bom quanto o primeiro. Agora não vamos passar anos na vida de Pablo e sim nos eletrizantes momentos finais de sua vida, quando até outros traficantes queriam a sua cabeça.

Wagner continua sendo a peça chave da trama. Dessa vez nos mostrando lados diferente do homem que aprendemos a temer ao longo do ano passado, o peso em suas costas nunca pareceu tão evidente e mesmo assim ainda existe o desejo do poder enquanto ele lhe é tirado de suas mãos.

02TV1-master768

Mas é série é tão fascinante quanto o próprio Pablo e ela não para de nos entreter. Cada episódio é tão eletrizante quanto o anterior e a narrativa ajuda a conduzir os personagens e suas caçadas. A Colômbia se tornou mais do que nunca uma zona de guerra e a família Escobar perdida nesse caos.

Acho que realmente a queda é muito mais fascinante que a ascensão. Essa com certeza é uma temporada digna de maratona e estou ansioso para ver o que farão no terceiro ano.

Só espero que o agente Javier Peña (Pedro Pascal) possa estar com a gente mais uma vez.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Narcos: 2° temporada | Crítica da Série 4







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Séries e Tv

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.