Desventuras em Série: 3° Temporada | Crítica

Desventuras em Série é um exemplo de adaptação. A série é um daqueles casos raros em que a adaptação conseguiu ir além do seu material original, mas o respeitou fielmente. Isso tem muito a ver com o fato de Daniel Handler, autor dos livros, estar envolvido na produção e no roteiro. Geralmente, autores não são as melhores pessoas para decidir o que deve, ou não, ser adaptado dos seus trabalhos, já que um livro é bem diferente de um filme ou série de TV, mas Handler fez um trabalho impecável. Ele é um exemplo que muitos outros autores deveriam seguir para fazer um bom trabalho.

Na terceira e última temporada, Violet (Malina Weissman), Klaus (Louis Hynes) e Sunny Baudelaire (Presley Smith) enfrentam os perigos dos últimos quatro livros. Enquanto o passado de Conde Olaf (Neil Patrick Harris) e Lemony Snicket (Patrick Warburton) é revelado, a linha entre certo e errado vai diminuindo. Para os irmãos Baudelaire, o bem e o mal sempre foram muito claros, mas como eles vão reagir a essas novas revelações? 

Os roteiristas fecharam com chave de ouro todas essas perguntas. A série sempre foi clara: a jornada dos irmãos Baudelaire não teria o final feliz que estamos acostumados. Realmente, entre personagens caricatos e tramas malucas, a série sempre soube equilibrar o humor e o drama de seu universo. Há algo de muito especial em tudo que Daniel e o resto da equipe vem nos mostrando. É possível gargalhar com certos diálogos e refletir em certas tramas. Desventuras em Série veio, primeiramente, para ser uma série voltada para crianças, mas conseguiu ser muito mais. 

Os únicos pontos à desejar foram os efeitos especiais e algumas das aparições sem sentindo do Arthur Poe (K. Todd Freeman), mas nem isso conseguiu diminuir o impacto que a última temporada teve. Esses personagens farão falta, se bem que nunca podemos dizer realmente adeus. Existe uma outra série de livros no mundo de Desventuras em Série. Será que teremos algum spin-off no futuro? Não tenho certeza, mas vou ficar na torcida.

4

Leia Mais
Resenha: Insurgente, de Veronica Roth