The End of the F***ing World: 1° Temporada | Crítica da Série 5
NetflixSéries e Tv

The End of the F***ing World: 1° Temporada | Crítica da Série

Uma série que você vai devorar num dia e querer mais

The End of the F***ing World é a nova série da Netflix, em pareceria com o Channel 4, sobre o romance de um jovem sociopata, James (Alex Lawther), uma garota problemática, Alyssa (Jessica Barden), e sua jornada pelo pais marcada por muito sangue e humor negro. 

The End of the F***ing World: 1° Temporada | Crítica da Série 6

Quem viu o trailer da série com certeza espera algo maluco e bastante fora da caixinha e vocês não vão se arrepender. Jonathan EntwistleCharlie Covell não precisam de muito para conduzir essa história que consegue nos emocionar e divertir a medida que vemos mais da jornada de James e Alyssa. Você pode trazer diversas emoções sobre a desgraça de alguém, principalmente se sabe usar a trilha sonora ao seu favor.

The End of the F***ing World: 1° Temporada | Crítica da Série 7

A dupla de protagonistas parece que nasceu para esses papeis. Não sei se os dois já estiveram em muitas produções, mas vejo um futuro brilhante para eles. O resto do elenco só complemente essa dinâmica que domina os oito episódios que você vai devorar. O final deixa um grande gancho para a segunda temporada que eu espero que a Netflix nos entregue. 

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


The End of the F***ing World: 1° Temporada | Crítica da Série 8







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Netflix

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.