Frontier: 1° Temporada | Crítica da Série 6
NetflixSéries e Tv

Frontier: 1° Temporada | Crítica da Série

Jason Momoa retorna, daquele jeitinho sanguinário e destrutivo que nós tanto amamos.

Frontier é uma das novas produções originais Netflix desse ano. Em pareceria com a Discovery Channel, os dois canais se uniram para nos contar uma história na época de 1700, onde companhias e tribos indígenas interagiam no Novo Mundo, e um homem estava em busca de vingança.

Primeiramente eu tenho que dizer que estava ansioso para o retorno de Jason Momoa. O ator, que ganhou uma legião de fãs por interpretar Khal Drogo em Game of Thrones, está ganhando muita atenção desde que foi escolhido para ser o Aquaman no Universo Cinematográfico DC Comics. E eu tenho que dizer que tenho pena do pobre coitado que for zoar o Aquaman de agora em diante. Jason está mais sanguinário do que nunca como Declan Harp. Matando, quebrando crânios e até arrancando orelhas. Ninguém faz melhor isso do que ele.

Frontier: 1° Temporada | Crítica da Série 7

Além de Momoa, a trama também conta a história de Michael Smyth (Landon Liboiron), que acaba de chegar ao Novo Mundo em uma missão para o temido Lord Benton (Alun Armstrong). A vida dos dois acabam colidindo no primeiro episódio e deu para ver como os produtores quiseram formar uma certa amizade entre esses forasteiros num mundo novo.

Frontier: 1° Temporada | Crítica da Série 8

A produção não é algo grandioso. Não espere nada ao estilo Game of Thrones porque vai se decepcionar. Dá para ver desde o começo que os produtores não tiveram um alto orçamento, focando o máximo que podiam nos personagens. A série tem bastante sangue, ação e um bom roteiro, que acaba comendo alguns erros. Talvez se eles tivessem encomendando mais episódios para o desenvolvimentos de certos arcos, esses errinhos não seriam tão evidentes.

Mas ao todo temos uma série que vai conseguir prender bastante os telespectadores e fazer todos querem logo a 2° temporada, principalmente depois daquele final. Eu só torço para que certos personagens não voltem tão idiotas.  

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Frontier: 1° Temporada | Crítica da Série 9







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Netflix

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.