Narcos: 3° Temporada | Crítica da Série 6
NetflixSéries e Tv

Narcos: 3° Temporada | Crítica da Série

O patrão está morto, mas o negócio tem que continuar

Narcos retorna para sua 3° temporada e precisa responder uma pergunta: será que a série pode sobreviver sem Pablo Escobar (Wagner Moura)? A resposta é sim! A série pode sobrevier e até trouxe uma narrativa mais fechada e firme, com os novos chefes e seu jeito diferente de comandar o mundo das drogas.

Infelizmente, mesmo com uma narrativa mais consistente e momentos bem tensos, nenhum personagem traz o mesmo impacto que Escobar trazia. Gilberto Rodríguez (Damian Alcazar) via o mundo das drogas como um negócio e a violência não devia ser a resposta, mas sim a diplomacia. Seu método faz muito sentido e leva o Cartel a lugares que Pablo não conseguia ir, só que as coisas não são necessariamente mais divertidas. Mesmo as temporadas passadas tendo cometido seus erros, Pablo era um vilão louco e impossível de substituir e o terceiro ano só comprovou isso.

Narcos: 3° Temporada | Crítica da Série 7

Agora é a vez do agente Javier Peña (Pedro Pascal) contar a história, como o líder por trás da luta contra o Cartel. Pascal fez muito bem seu trabalho. Seu personagem não tem problema em levar a série a diante de um jeito que seu parceiro não conseguia e através da sua narrativa exploramos os últimos seis meses do negócio do Cartel de Cali e dos quatro homens no topo dele.

Narcos: 3° Temporada | Crítica da Série 8

Com certeza foi uma temporada que soube fechar um ciclo e abrir portas para um novo. Ainda há muita coisa para se contar dos narcotraficantes e espero ver mais de Narcos no futuro.

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Narcos: 3° Temporada | Crítica da Série 9







Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Netflix

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.