Uma história apocalíptica pouco inspirada

Theo James estrela seu primeiro filme na Netflix ao lado de nomes conhecidos como Kat Graham e Forest Whitaker sobre uma jornada de sogro e genro, numa terra que sofreu um evento que disseminou o caos, atrás da pessoa que mais amam. 

Próxima Parada: Apocalipse é uma história de como a civilização pode mudar num piscar de olhos e como as pessoas vão mostrando quem elas são quando precisam sobreviver. O diretor David M. Rosenthal tem uma visão interessante sobre o fim do mundo, mas em geral o filme não consegue desenvolver bem sua ideia central. Nós até temos momentos interessantes que chamam atenção, mas a jornada de Will (Theo James) não consegue te atingir como deveria. Parte de mim acredita que seja pelo protagonista em si. Theo já provou que pode se impor nas cenas de ação, infelizmente aqui ele não foi bem escalado.

No final, Próxima Parada: Apocalipse é um filme que foi melhor mesmo não ter sido lançado no cinema. Não que você não consiga tirar algo dele nessas poucas horas.


» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Próxima Parada: Apocalipse | Crítica
63%Pontuação geral
Personagens 65%
Enredo 45%
Fotografia 70%
Efeitos Especiais 70%
Trilha Sonora 65%
Votação do leitor 4 Votos
28%

Deixe sua opinião aqui :)

Sem mais artigos
window.WPCOM_sharing_counts = {"https:\/\/www.burnbook.com.br\/series-e-tv\/netflix\/proxima-parada-apocalipse-critica\/":43946};