Conheça nossas primeiras impressões sobre a segunda fase da 4ª temporada de “Fear the Walking Dead”

Na última quinta-feira (2), a convite do canal AMC Brasil, o Burn Book conferiu o primeiro episódio da segunda fase da 4ª temporada de Fear the Walking Dead. Nós contaremos para você tudinho o que aconteceu por lá e nossas primeiras impressões sobre a continuação dessa história.

CONTÉM SPOILERS



Bom, se você não lembra, no último episódio da série a protagonista Madison Clark (Kim Dickens) se sacrificou para salvar aqueles que amava explodindo um estádio infestado de zumbis. Essa foi uma decisão criativa que surpreendeu a todos, até mesmo Dickens, que revelou, em entrevista para o site Entertainment Weekly, sua reação ao descobrir a decisão dos roteiristas:

Bem, eu cheguei cerca de um mês antes de começarmos a produção da quarta temporada. Eu conversei com os produtores e showrunners sobre como seria a temporada e eles revelaram a história que fariam, com Madison encontrando seu fim na midseason finale.

Obviamente foi um choque para mim e eu fiquei desapontada. Foi de partir o coração. Eu adorei esta personagem, adorei interpretá-la, adorei essa série e estou muito orgulhosa de ter feito uma mulher forte e líder empoderada em uma série.

Geralmente os líderes são homens e foi uma grande honra ter essa experiência de uma líder mulher tomando as decisões. Além disso eu não estou mais nos meus vinte ou trinta anos. Ela era uma mãe também – e uma mãe feroz.

Eu imaginava que haveria muitas outras histórias a serem contadas e outros lugares a serem visitados, portanto inicialmente eu fiquei chocada, desapontada e com o coração partido.

Mas, você sabe, isso está nas mãos dos roteiristas e produtores e é um destino que acontece com muitos personagens em séries desse gênero. Basicamente a mensagem é que ninguém está a salvo.

No episódio apresentado a imprensa, no Hotel Fasano, os personagens estão lidando com essa nova realidade. Alicia (Alycia Debnam-Carey), Victor (Colman Domingo) e Luciana (Danay Garcia) não têm mais o objetivo de vingança e tentam encontrar formar de viver “em paz”.

A última Clark sente o peso da morte dos entes queridos e a responsabilidade de, de alguma forma, honrar a mãe, mesmo que isso arrisque sua vida de forma irresponsável. Dessa vez, ela tenta salvar a vida de um desconhecido que tem mandado mensagens pedindo ajuda. Preocupado com a garota, Morgan (Lennie James) decide acompanhá-la antes de fazer sua viagem de volta para casa. 

Victor encontra consolo em várias garrafas de vinho e em uma rotina, relativamente, boemia. Seu mundo, no entanto, é chacoalhado quando John (Garret Dillahunt) pede sua ajuda para encontrar Charlie (Alexa Nisenson), que fugiu sem dizer nada.

Enquanto isso, Althea (Maggie Grace) acompanha Naomi/June (Jenna Elfman) para descobrir por que os zumbis tem aparecido nas margens do rio. Althea planeja acompanhar Morgan em seu trajeto de volta para caso, mas isso pode mudar porque uma forte tempestade se aproxima de Fear The Walking Dead e ela trará novos perigos.

Se tem uma palavra que define essa série é corajosa, principalmente se comparada com The Walking Dead. Primeiramente, pelos roteiristas não terem medo de renovar o elenco o tempo todo, mesmo que isso custe seus protagonistas.

No bate-papo com os atores Alycia Debnam-CareyColman Domingo, realizado logo após a exibição do episódio, eles até brincaram com isso e disseram que recebem muitas perguntas sobre isso, já que são os únicos que permanecem desde a primeira temporada. Mas ambos concordam que esses novos rostos trazem uma renovação para a série e impede que caia na mesmice. 

Outro ponto interessante nessa fase de Fear The Walking Dead é que teremos “zumbis voadores”. Não entendeu? Ok, nós explicaremos. Já no primeiro episódio, chega uma tempestade com ventos muito fortes, o que faz com que os zumbis sejam levados. De que forma a série utilizará isso como um perigo? A curiosidade já foi acionada aqui, então temos que continuar assistindo para descobrir.

Nessa nova etapa, Alicia assume uma posição de líder com a morte da mãe. Ela, sem dúvida, foi a personagem que teve o maior desenvolvimento ao longo da série e isso tende a crescer. A atriz , quando questionada sobre um possível par romântico para a personagem, disse que não vê espaço e nem necessidade para isso, já que ela ainda está lidando com importantes perdas.

Nós a vimos em um lugar muito sombrio na primeira metade da temporada, e eu posso dizer que vai ficar ainda pior. Ela é a única Clark restante. Ela é a única pessoa que apareceu no primeiro episódio e ainda está viva. Ela teve umas das maiores transformações de todos os outros. Ela era uma adolescente normal, mas agora toda sua família morreu e ela é uma guerreira no apocalipse. Há muitas coisas interessantes vindo para ela, e nós a veremos se reafirmar sozinha, declara Alycia em sessão de perguntas.

Já Victor, como seu intérprete disse, tomará decisões que lhe beneficiem. Mas desenvolveu um certo laço familiar com Alicia pelas experiências e pelas perdas, então eles terão momentos de cumplicidade e união. Alguns regados a bebida, diga-se de passagem

Os dois atores, muito bem humorados, responderam às perguntas e contaram sobre algumas de suas experiências vividas em nosso país. Uma delas foi que o tempo todo as pessoas queriam oferecer algum prato ou bebida típica para eles, como caipirinha. Seria o meu sonho?

Fear the Walking Dead retorna para a AMC Brasil no dia 13 de agosto (segunda-feira), as 22h30. 




» Siga o Burn Book no Facebook Instagram e no Twitter e receba todas novidades dos livros, filmes e séries! «

Zeen is a next generation WordPress theme. It’s powerful, beautifully designed and comes with everything you need to engage your visitors and increase conversions.

Leia Mais
Novas imagens da série Shadowhunters! /o/