The Flash S01x22: Rogue Air| Crítica da Série 3
Séries e Tv

The Flash S01x22: Rogue Air| Crítica da Série

A maior batalha da temporada, Barry forma sua equipe de heróis para atacar o dr. Wells.

Os momentos finais desse episódio foram os melhores. Eu quase tive um ataque do coração quando tudo aconteceu, e foi justamente no momento certo. Eles deixaram toda uma calmaria no episódio para depois nos dar um tapa na cara com o grande confronto.

Antes que vocês perguntem, quando falo “calmaria”, eu não estou dizendo que o episódio foi monótono ou chato. Nós tivemos Barry tendo que quebrar o que achava certo e se unir a Leonard Snart, nosso Captain Cold, para salvar os meta-humanos. Eobard Thawne sabou o acelerador de partículas e dentro de algumas horas ele irá funcionar, derretendo todos que estiverem lá dentro.

Sem ajuda para transferir os prisioneiros para Argus, o único lugar que pode lidar com pessoas assim, Barry tem que pedir ajuda a seu inimigo. A interação dos dois é muito boa. Eles possuem dinâmicas tão diferentes que acabam se completando. Snart é manipulador e Barry é um tanto ingênio. O modo como os dois lidam um com o outro é divertido, principalmente quando a irmã dele está atras. Eu adoro o modo como ela brinca com o Cisco.

As coisas no final acabaram não indo de acordo como Barry queria e agora todos os seus prisioneiros estão a solta. Barry eliminou todas as provas contra Snart por nada, e agora o vilão está a solta com um bando de meta-humanos que o devem um favor. Logo todos se uniram para acabar com Barry. A Galeria de Vilões está quase se formando.

Eu fiquei com um pouco de pena de Barry, mas isso mostrou que ele não é igual a Oliver. Não que isso seja ruim. Barry não tem que tentar copiar o Arrow, ele já é seu próprio herói, e a grande batalha está chegando.

Quando o dr. Wells estava chegando ao Star Labs e é surpreendido por Oliver, Ronnie ao lado de Barry. A grande luta começou, cheia de ação em todos os lados. Wells não foi capaz de lutar com os três ao mesmo tempo e no final acabou sendo derrotado. Barry venceu. O homem que matou sua mãe está na sua mão agora.

The_Flash,_Firestorm,_and_The_Arrow_stand_over_a_defeated_Reverse-Flash

Essa cena final foi de tirar o folego, até esqueci que Ed tinha revelado o futuro para a Iris. Como eu queria que aquela menina morresse, ela é muito chata. Infelizmente, teremos que aprender a conviver com a repórter até o final. 

Falta apenas um episódio para o fim da temporada e, pelo promo, Barry finalmente mudará tudo.

Confira a promo de The Flash 1×23 “Fast Enough”:

[[youtube http://www.youtube.com/watch?v=I6OViYXatxI]]

*Encontrou algum erro na matéria? Avise-nos

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


The Flash S01x22: Rogue Air| Crítica da Série 4


Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Séries e Tv

Leave a reply

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.