The Flash S01x23: Fast Enough | Crítica da Série

Um dos finais mais agonizantes do ano. Ser rápido pode ser não o bastante.

Essa sem dúvida foi uma das melhores season finales que já vi. Foi agonizante do começo ao fim, e o final. Nem me façam falar daquele final. Não consigo acreditar que teremos que esperar até outubro para ver o que irá acontecer. Nosso heróis se sacrificaram muito e o caos continua sob suas cabeças.

Barry nunca esteve tão próximo daquilo que mais queria. Uma chance de poder salvar sua mãe. Infelizmente, para isso ele terá que se unir  ao homem que destruiu sua vida. Claro que as coisas não seriam fáceis, ainda mais com as consequências que podem surgir. Todos tiveram seu momento para conversas com Barry. Ele estava prestes a mudar tudo e talvez não fosse para melhor. Isso só serviu para aumentar a tenção.




Todo o episódio foi muito tenso, a cada instante Barry lutava com sua decisão de voltar no passado. Podíamos ver a dor em seu rosto, principalmente quando descobriram que o menor errinho poderia destruir toda Central City. Será que valia apena arriscar? Eu entendo a dor de Barry e sei que ele merece ter a mãe ao seu lado depois de tudo que fez. Ele é um herói em todas as formas e não pode pensar só nos outros, mas o fato dele pensar, de se arriscar todos os dias, fazem dele o Flash.

O Dr. Wells, ou melhor dizendo, Eobard Thawne trouxe uma boa dinâmica para o episódio. Mesmo estando preso ele continua agindo como se estivesse no controle. Parte de mim acredita que ele sempre esteve, mesmo em momentos assim. Ele consegue fazer com que todos façam o que ele quer, mesmo quando o odeiam.

Ainda não sei se ele realmente se importa com Barry. Acho que ele criou um afeto inesperado pelo garoto e por todos os outros, do jeito dele. A cena dele com Cisco foi de mexer com qualquer um, ainda mais com a revelação de que Cisco tinha aquelas visões porque era um meta-humano. Eles está no caminho de ser um herói.

No final, todos ajudam Barry a fazer sua travesseia para o passado, onde tivemos vislumbres do futuro. Eu fiquei de queixo caído quando vi cenas da nova série, DC’s Legends of Tomorrow, na viagem do tempo, e ainda tivemos a menção do viajante Rip Hunter, que unirá os vilões e heróis para combater Vandal Savage.

O final desse esse episódio foi espetacular. Barry vendo seu eu do futuro lutando contra o Flash Reverso, ele próprio percebendo que tinha voltado para se despedir de sua mãe e o sacrifício de Ed. Ele mostrou que era um verdadeiro herói quando tirou a própria vida para impedir Eobard de matar todos.

O Flash Reverso pode ter sumido por hora, mas o buraco negro que a viagem do tempo criou ameaça destruir todo o planeta. Será que Barry será rápido o bastante para impedi-ló? Teremos que esperar para ver.

 

 

Leia Mais
Ed Sheeran na trilha sonora de A Culpa e das Estrelas?