Esta teoria sobre "A Bela e a Fera" explica perfeitamente AQUELE furo no roteiro 19
TopCinema

Esta teoria sobre “A Bela e a Fera” explica perfeitamente AQUELE furo no roteiro

Publicado no BuzzFeed

Se você já assistiu à versão live-action de “A Bela e a Fera”, então provavelmente já sabe que (A) ele é antes de tudo uma homenagem à animação e que (B) o filme também tem alguns novos ~toques~. Então… cuidado! Este post contém spoilers!

Esta teoria sobre "A Bela e a Fera" explica perfeitamente AQUELE furo no roteiro 20

Tá legal, vamos falar sobre uma das maiores mudanças no novo filme — a revelação no final de que alguns dos habitantes do vilarejo são, na verdade, da família dos funcionários do castelo da Fera.

Como, por exemplo, o senhor Samovar (acima) e a esposa do Horloge!

Como, por exemplo, o senhor Samovar (acima) e a esposa do Horloge!

Agora, segundo o filme, já faz MUITOS anos desde que o feitiço foi lançado. E, embora saibamos que a Fera e seus empregados não envelhecem (afinal, Chip ainda é uma criança quando volta à forma humana), parece ser meio que uma falha no enredo o fato de os habitantes do vilarejo continuarem parecendo tão jovens quanto seus familiares enfeitiçados.

Esta teoria sobre "A Bela e a Fera" explica perfeitamente AQUELE furo no roteiro 21

Quer dizer, ao menos que você acredite nesta teoria inteligente do Redditor Hainted:

“O vilarejo de Villaneuve também é atingido pela maldição da Feiticeira. É declarado abertamente que ela apagou as lembranças do Príncipe, de suas terras e dos seus empregados da mente dos habitantes da aldeia, mas, se você prestar atenção, ela também prendeu o vilarejo em um loop temporal.”

RESUMINDO – O VILAREJO ESTÁ PRESO EM UM LOOP TEMPORAL!

Esta teoria sobre "A Bela e a Fera" explica perfeitamente AQUELE furo no roteiro 22

Veja outros bons argumentos para a teoria:

Durante a execução da música “Little Town” da Bela, ela conhece perfeitamente a rotina diária de todo mundo e fica entediada com toda a previsibilidade, já que sempre acontecem as mesmas coisas.

Oras, ela até chega a cantar: 'Tudo aqui é sempre assim, desde o dia em que eu vim, para essa aldeia do interior...'

Oras, ela até chega a cantar: “Tudo aqui é sempre assim, desde o dia em que eu vim, para essa aldeia do interior…”

E, quanto a Bela e Maurice, eles não são afetados pelo loop temporal porque eles se mudaram para a aldeia depois que o feitiço foi lançado.

Que pode ser um outro motivo pelo qual os habitantes acham que eles são 'estranhos'.

Que pode ser um outro motivo pelo qual os habitantes acham que eles são “estranhos”.

E a feiticeira permaneceu todo esse tempo disfarçada como a solteirona Agathe APENAS para manter seu feitiço sobre eles!

Faz sentido, não é?

Faz sentido, não é?

Esta teoria sobre o loop temporal é sem dúvida nova e um pouco alarmante, mas preciso confessar, eu gostei muito dela.

Esta teoria sobre "A Bela e a Fera" explica perfeitamente AQUELE furo no roteiro 23
E aí, você acha que esta teoria faz sentido?

Ouça o último episódio do BurnCast:

Você pode ouvir BurnCast no Burn Book, no Spotify, no Castbox, no Google Podcasts, no Apple Podcasts, no Deezer, na Amazon Music ou no aplicativo de sua preferência. Assine ou siga o BurnCast, para ser avisado sempre que tiver novo episódio no ar.


Esta teoria sobre "A Bela e a Fera" explica perfeitamente AQUELE furo no roteiro 24


O que você achou desse Post?

LOL
0
GOSTEI
0
AMEI
0
CONFUSO
0
Engraçado
0
Guilherme Cepeda
Guilherme Cepeda é podcaster, blogueiro e escritor. Pós-Graduado em Marketing e apaixonado por tecnologia e literatura desde sempre, em 2010 resolveu criar um blog para compartilhar sua opinião com os amigos. Jamais imaginaria que o projeto chegaria tão longe, tornando-se hoje o Burn Book, um dos maiores portais de literatura jovem do Brasil. Escreveu em co-autoria os livros da série Minha Vida, e em seu trabalho mais recente, já pela Editora Burn Books, publicou o conto “Estarei em Casa para o Natal” na antologia que leva o mesmo nome, também foi publicado em outras antologias pelas Editoras Wish, Villa-Lobos e Rouxinol. Guilherme é co-criador do Podcast “BurnCast”, o qual é responsável pela edição, pós-produção e roteiro há mais de um ano.

Você pode gostar de:

Mais Posts em:Top

Leave a reply